terça-feira, 20 de março de 2012


Em todos esses anos de adolecencia e juventude, nunca me senti tão completa e feliz. Meu coração e a minha vida já não pertencem mais a mim, mas nunca me senti tão livre e liberta mesmo estando presa a alguém. São sensações magníficas que eu desejo do mais fundo da minha alma com todo o meu amor que nunca termine.
Já estive no escuro, no buraco, já sofri, já chorei, já desejei muitas vezes morrer, mas nunca tive coragem o suficiente para me suicidar. Já me entupi de remédios, já deixei de viver, passei dias sem sentir emoção alguma.  Mas hoje, ahhhhhh hoje. Posso não ser a pessoa mais feliz do mundo, posso não ter tudo aquilo que eu quero, posso ter dias ruins, mas tenho tudo que eu preciso comigo, do meu lado, pra sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário